Você está aqui: Página Inicial / Pesquisa / Grupo de Nano-Fotônica e Imagens / Facilidades

Facilidades

    Laboratório de Nano-Fotônica e Imagens (LNFI)

    Nesse laboratório dispomos de dois equipamentos de grande porte e vários equipamentos menores.

    Microscópio confocal de fluorescência (LabRam evolution UV-VIS-NIR) – com esse equipamento é possível fazer imagens fluorescentes e Raman de materiais diversos, seja em forma massiva, pó ou líquido. Nós o temos usado bastante na caracterização de diversos sistemas, por exemplo, guias de ondas planares feitos via escrita laser, que é um método muito importante para aplicações em circuitos óptico-eletrônico e que tem grande vertente para telecomunicações ópticas. Outro ponto de interesse prático é em sistemas microfluídicos, já que se tem a confocalidade e é adequado tanto para luminescência quanto para Raman. Por exemplo, temos usado ele para mapeamento de temperatura em microfluidos. Caracterizações diversas via imageamento fluorescente e Rama, principalmente de diversos sistemas biológicos, com o intuito de diagnóstico e terapia de diversas doenças. O alcance de uso desse microscópio para caracterização de materiais para as mais diversas aplicações é muito amplo.

    Figura: LabRAM HR Evolution com duas CCDs para operação na região de 200 a 2200 nm e com fontes de excitação em 532, 785 e 980 nm.

     

    Fluorímetro Horiba (NanoLog UV-VIS-NIR)– Com esse equipamento é possível obter espectros de fluorescência no intervalo espectral de 200 a 2550 nm e de excitação de 200 a 1100 nm. Também é desenhado para medidas de decaimentos fluorescentes no intervalo de picosegundos a segundos. Temos o usado na caracterização de diversos materiais: vidros, nanocristais, fibras, pós, líquidos, polímeros, etc, para as mais diversas aplicações. Uma das principais é para a propagação de luz em fibras ópticas para telecomunicações ópticas, o qual tem sido uma das áreas de atuação do grupo de pesquisa.

    Figura: Fluorímetro NanoLog UV-VIS-NIR, com três detectores operando na região de 200 a 2550 nm, com capacidade de operar no modo cw e pulsado (lâmpadas e excitação externa) para medidas de luminescência, excitação, tempo de vida, etc. 

     

     Figura: Vários lasers de diodo operando em diversos comprimentos de onda, os quais podem ser usados como fontes de excitação no fluorímetro.

     

    Laboratório de Sínteses de Materiais Avançados (LSMA)

    Esse laboratório foi desenhado para sínteses de diversos materiais, principalmente micro- e nano-cristais dopados com íons terras-raras. Ele tem sido a base para diversas dissertações e teses do grupo de pesquisa. Nele temos capela de fluxo, fornos de altas temperaturas, balanças de precisão, estufas, mantas térmicas, centrífuga, etc, e todos os pequenos itens necessários para as sínteses apontadas acima.

    Figura: Laboratório de sínteses de materiais mostrando estufa, reagentes, banho maria, mantas térmicas, centrífuga, balança de precisão e vários outros itens.