14/03/2016 14h33 - Atualizado em 04/12/2016 16h05

Grupos de Pesquisa

Antropologia Visual em Alagoas - AVAL

Desde 2004, o laboratório de Antropologia Visual em Alagoas/AVAL vem atuando com pesquisas interdisciplinares e interinstitucionais em diversas área: o projeto de pesquisa "Especialistas Xamânicos Indígenas em Alagoas (CNPq): Registros Fílmicos"; disponibilizados para pesquisadores\alunos de graduação e pós-graduação da UFAL e/ou outras instituições acadêmicas. O projeto de pesquisa "Atlas das Terras Indígenas em Alagoas" (CNPq 2005-2007) teve proposta de organizar acervo fotográfico e fílmico sobre terras indígenas em Alagoas. O projeto as "Romeiras de Madrinha Dodô, vem desde 2010 organizando dados etnográficos e do audiovisual sobre as romarias no alto Sertão Alagoano, Pernambuco, Bahia e Ceará. Desde 2011 o AVAL desenvolve projetos de pesquisa e extensão junto aos acervos audiovisuais do Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore (MTB). Estimula as produções etnográficas audiovisuais através das edições temáticas do Festival Théo Brandão de Fotografias e Filmes Etnográficos.

 

Líderes: Siloé Soares de Amorim, Silvia Aguiar Carneiro Martins

 

Grupo de Pesquisa em Etnologia Indígena

O objetivo do grupo é reunir pesquisadores que desenvolvem investigações na área de Etnologia Indígena ou que mantenham um diálogo com a temática em razão de seus interesses de pesquisa. A proposta do grupo é que a etnologia indígena possa atuar como um tema de reflexão e de produção de conhecimento abrindo a possibilidade de tratar a questão sob diferentes perspectivas.

 

Líderes: Claudia Mura e  Evaldo Mendes da Silva

 

Laboratório da Cidade e do Contemporâneo - LACC

LACC é um coletivo que reúne professores pesquisadores e estudantes interessados em diferentes fenômenos urbanos contemporâneos, com o propósito de aliar a reflexão teórica à intervenção na realidade social circundante.

Através de suas linhas multitemáticas de estudos e de pesquisas empíricas na tradição da antropologia, efetua ações de ensino, pesquisa, extensão e tradução de obras científicas para o português. As trocas interinstitucionais de experiências, a organização de encontros científicos e outros eventos acadêmicos, a produção e publicação de artigos e livros são ações componentes do ideário elaborado pelos integrantes do LACC.

Pesquisadores associados:

Rachel Rocha de Almeida Barros - líder
Bruno César Cavalcanti
João Batista Meneses Bittencourt
Fernanda Rechenberg

Blog: http://laccufal.blogspot.com.br/

 

Mandacaru - Núcleo de Pesquisa em Gênero, Saúde e Direitos Humanos

O Mandacaru - Núcleo de Pesquisas em Gênero, Saúde e Direitos Humanos - nasceu em 2010 no Instituto de Ciências Sociais, da Universidade Federal de Alagoas. Desde a sua formação, além da atuação local, o Núcleo foi constituído por professores de diferentes universidades que mantêm interesses comuns em relação aos temas e as interfaces de gênero, saúde e direitos humanos. Mandacaru divide suas pesquisas em três linhas: Corpos, subjetividades e experiências geracionais; Família e sexualidade; e Estudos da ciência e da tecnologia.

 

Líderes: Débora Allebrandt, Nádia Meinerz e Pedro Guedes.