Você está aqui: Página Inicial / Informes / Tenda da Rotulagem

Tenda da Rotulagem

Ação de Extensão

 

No dia 23 de outubro de 2019, o Laboratório de Nutrição em Saúde Pública (LANUSP) da Faculdade de Nutrição (FANUT/UFAL), enquanto organização-membro da Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável realizou a “Tenda da Rotulagem” em um dos halls de entrada da unidade acadêmica e contou com a colaboração de estudantes dos cursos de graduação (3) e pós-graduação (5) em Nutrição. Como resultado, das 08:00 às 12:00, foram abordadas 142 pessoas entre estudantes, servidores e população usuária dos ambulatórios dos cursos da saúde.

Esta foi uma das atividades previstas dentro da ação de extensão intitulada “Chamada para Ação: Ciclo de Mobilizações para a Consulta Pública da ANVISA sobre a Rotulagem Nutricional Frontal de Alimentos Embalados”, coordenada pelos professores Dr. Jonas Augusto Cardoso da Silveira e Dra. Thatiana Regina Favaro. 

Como o próprio nome indica, esse conjunto de ações têm como objetivo mobilizar a comunidade para participar da consulta pública da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), que será encerrada no dia 06 de novembro, sobre a rotulagem nutricional de alimentos embalados. Contudo, como uma organização comprometida com a elaboração e a gestão de políticas públicas baseadas em evidências, nossa abordagem tem como finalidade orientar a comunidade a participar da consulta apoiando o modelo de rotulagem com selos triangulares de advertência, o qual foi elaborado pelo Instituto de Defesa do Consumidor (IDEC) em parceria com a Universidade Federal do Paraná (UFPR). Durante a abordagem, explicamos o porquê de o modelo de triângulos ser superior à proposta da ANVISA (modelo de lupa) e, ainda mais, ao modelo de semáforo nutricional defendido pela indústria de alimentos.

Pesquisas feitas no Brasil e no exterior e a experiência bem-sucedida de outros países, como o Chile, não deixam dúvidas de que os triângulos, defendidos pelo UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), Idec, Inca (Instituto Nacional de Câncer), Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva) e outras organizações, são a melhor opção quando o assunto são as novas regras para os rótulos dos alimentos.

O modelo simboliza a noção de alerta de forma mais fácil para os consumidores, já que permite interpretações rápidas de crianças pequenas ou adultos não alfabetizados. Ressalta-se que a rotulagem nutricional é uma questão de direito à informação e a ausência de informações claras e de fácil interpretação inviabiliza a tomada de decisão de forma autônoma e consciente. 

Em relação ao projeto de extensão universitária, ainda realizaremos um encontro ampliado para elaborarmos uma contribuição coletiva para a consulta pública (01/11) e mais três mobilizações (hospital universitário [04/11], restaurante universitário [04/11] e reitoria [06/11]).

Para saber mais, acesse: https://alimentacaosaudavel.org.br/direitodesaber/