Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2010 / 01 / Física aprova projeto de mais de três milhões de reais
15/01/2010 10h41 - Atualizado em 13/08/2014 01h25

Física aprova projeto de mais de três milhões de reais

Projeto garante equipamento inédito no Brasil

Grupo de Ótica da Ufal

No dia 23 de dezembro foi divulgada a aprovação de um projeto do grupo de Ótica e Materiais, coordenado pelo professor Jandir Hickmann, do Instituto de Física da Ufal, na área de Fabricação e Caracterização de Materiais para Comunicações Óticas. O grupo de pesquisa vai receber R$ 3.027.800,00 do Ministério de Ciência e Tecnologia, na Chamada Pública MCT/Finep/Mc/Funttel - Áreas Temáticas Prioritárias 02/2009. Um projeto totalmente concebido, escrito e que será executado na Ufal.

O grupo de Óptica e Materiais foi fundado em 1997 e é atualmente formado por quatro professores doutores, pertencentes ao quadro permanente da Universidade Federal de Alagoas, diversos estudantes de graduação e pós-graduação, além de bolsistas de apoio técnico e post-docs. Os professores são Dilson Caetano, Eduardo Fonseca, Márcio Alencar e Jandir Hickmann, sendo o último o líder do grupo. O grupo participa de dois programas de Pós-graduação, um vinculado ao Instituto de Física e, o outro,  recentemente aprovado, vinculado ao Centro de Tecnologia (Ctec), que é o Programa de Doutorado em Materiais.

“Este projeto complementa sinergeticamente o Doutorado em Materiais,  bem como o Laboratório de Caracterização e Microscopia de Materiais (LCMMat), recentemente inaugurado, além de toda uma infraestrutura que vem sendo instalada para pesquisas multidisciplinares experimentais na área de Materiais. Adicionando os recursos aprovados neste projeto aos recursos de outros projetos dos pesquisadores vinculados ao Programa de Doutorado em Materiais, chega-se a um total de mais de 10 milhões de reais trazidos para a Ufal nos últimos dois anos”, informa o professor Jandir Hickmann.

“É importante salientar que na chamada supracitada apenas um total de cinco projetos foram aprovados, dois do RS (UFRGS e Unisinos), um de SP (USP) e um do RJ (Inmetro), de mais de 50 projetos submetidos. O projeto da Ufal foi o único projeto contemplado do Nordeste, Centro-Oeste e Norte e teve o terceiro maior orçamento aprovado”, destacou o pesquisador.

Equipamento inédito

No projeto aprovado está, entre outros, um equipamento chamado Nanoscribe, de cerca de um milhão de reais. Este equipamento é um sistema litográfico tri-dimensional, que utiliza um laser com pulsos de femtosegundos para polimerizar materiais por absorção de dois fótons. Ele permite fazer materiais estruturados e não estruturados em escala submicrométrica com alta precisão (resolução de 150 nm), que vão de cristais fotônicos e metamateriais  até micro-agulhas para entrega de drogas e válvulas anti-reversão de fluxo para veias (veja um recente artigo da Nature Photonics).

Este será o primeiro equipamento desta natureza em funcionamento no Brasil. Também será adquirido um mini-cluster baseado em Unidades Processadores Gráficas (GPUs), com desempenho de alguns Teraflops, para simulação numérica das estruturas fotônicas utilizando um software dedicado, também a ser adquirido com recursos do projeto.