Você está aqui: Página Inicial / Graduação / História / NUPEAH

NUPEAH

NUPEAH  (Núcleo de pesquisa e estudos arqueológicos e históricos - Campus do Sertão.) 

O Nupeah foi criado com o intuito de desenvolver pesquisas no campo da arqueologia e história, aproximando as duas áreas de conhecimento, ampliando as possibilidades de desenvolvimento de trabalhos de conclusão para os discentes do curso de história da UFAL/Campus Sertão.

PROJETOS E PESQUISAS

 Projeto de Pedquisa Arqueológica no sítio Pedra da Tesoura-Boqueirão-PB (2017)

O sitio Pedra da Tesoura localiza-se no município de Boqueirão, estado da Paraíba, e está inserido numa área de ocorrência dos índios tapuia, mais especificaente índios Cariri, conforme identificado em informações disponíveis nos relatos de cronistas. Este sítio é um abrigo sob-rocha, que apresenta evidência de sepultamentos humanos na área do salão do abrigo. O projeto ora desenvolvido visa realizar escavações arqueológicas com o objetivo de ampliar o conhecimento acerca dos padrões de sepultamento dos grupos indigenas que utilizaram o local para sepultar seus entes queridos. Seá utilizado para tanto as metodologias já consagradas da arqueologia e da bioantropologia, para uma recuperação de informações mais ampla e segura. 

01N.png

Vista da abertura de entrada da Pedra da Tesousa (FONTE: ACERVO NUPEAH)

 

 

03N.png

 (FONTE: ACERVO NUPEAH)

 

04N.png

  (FONTE: LOURDINHAS DANTAS)

 

05N.png

(FONTE:  ACERVO NUPEAH)

06N.png

(FONTE:  ACERVO NUPEAH)

 

Práticas funerárias dos povos tapuia: um estudo de caso do sítio arqueológico Lajedo do Cruzeiro, Pocinhos-PB (2016- 2018)

O sítio arqueológico Lajedo do Cruzeiro localiza-se na cidade de Pocinhos-PB, no entorno da zona urbana da cidade. Foi identificado por moradores locais, que perceberam a existência de ossos humanos em superfície numa área abrigada por afloramento rochoso. As informações etnohistóricas apontam para a presença de povos tapuia na região, especialmente grupos cariri e tarairiú. Estudos arqueológicos já realizados na região Nordeste do Brasil fornecem informações detalhadas acerca das características de locais utilizados como cemitérios por grupos pretéritos, e o Lajedo do Cruzeiro se assemelha, sendo uma área abrigada com sedimento em sua base, passível de escavações para a deposição de corpos. Mesmo com tais informações, percebe-se que a compreensão dos padrões de enterramento e a identificação de material ósseo preservado passível de análises mais detalhadas ainda são incipientes. Nespe sentido, almeja-se com as escavações a serem realizadas no sítio Lajedo do Cruzeiro, a identificação de padrões de seúltamento, bem como material ósseo humano preservado, que possibilitem amplliar o conhecimento acerca dos grupos indígenas do passado.    

 

07N.png

 (FONTE:  ACERVO NUPEAH)

 

 

08N.png

 (FONTE:  ACERVO NUPEAH)

 

09N.png

 (FONTE:  ACERVO NUPEAH)

 

010N.png

 (FONTE:  ACERVO NUPEAH)

 

011N.png

(FONTE:  ACERVO NUPEAH)