Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2018 / 4 / Mutirão de audiências no Fórum Universitário termina nesta sexta
13/04/2018 12h26 - Atualizado em 13/04/2018 15h48

Mutirão de audiências no Fórum Universitário termina nesta sexta

Objetivo é dar celeridade a novos processos e abrir espaço para outras audiências

Mutirão tem meta de realizar 200 audiências de família

Letícia Sant’Ana - estagiária de Jornalismo

Edilene Pereira é pensionista e foi pela primeira vez ao Fórum Universitário Prof. José Cavalcanti Manso nesta sexta-feira (13) para participar do mutirão de audiências realizado na Universidade Federal de Alagoas. As 200 audiências envolvem a área de família, como divórcios, conciliação, investigação de paternidade e alimentos, caso da pensionista que veio tratar da pensão alimentícia do neto. “Eu acho muito importante um momento como esse, porque ajuda muitas pessoas acelerando os processos e tudo flui mais rápido”, conta Edilene.

O objetivo é justamente esse, agilizar os processos, para poder abrir espaço a outras audiências e dar celeridade a novos processo, como explica o juiz que coordena a ação. “Estamos antecipando audiências que estariam marcadas para até o mês de agosto. Em função disso, fizemos um projeto de extensão juntamente com o Escritório Assistência Jurídica da Faculdade de Direito, com a participação do Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça e os estudantes da Ufal, que estão ajudando na organização e realização dessas 200 audiências previstas para hoje”, afirma o titular 26ª Vara Cível de Maceió, juiz Wlademir Paes de Lira.

O projeto de extensão Prática de Audiência e Minuta de Sentença em Ações de Família é coordenado pelo professor Flávio Costa, com o propósito de proporcionar uma efetiva prática jurídica aos discentes. “O tempo de tramitação do processo é medido através de uma taxa de congestionamento, do ajuizamento da ação até a efetiva entrega da tutela jurisdicional. Assim, o projeto visa, em um único dia, dar continuidade a 200 processos, o que, por decerto, contribuirá para a diminuição dessa taxa hoje tão explorada pelo Conselho Nacional de Justiça para demonstrar quanto tempo leva um processo em seu caminhar”, explica Flávio.

Estão previstas mais cem audiências para esta sexta-feira no período da tarde, até às 17h. Todos os atendimentos estão sendo realizados no Fórum Universitário, Campus A.C.Simões, em Maceió.