Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2017 / 6 / Representações defendem autonomia universitária
12/06/2017 10h48 - Atualizado em 20/06/2017 12h36

Representações defendem autonomia universitária

Categorias se pronunciaram contra portaria de exoneração da superintendente do HU

Letícia Sant’Ana - estagiária de Jornalismo

Após a exoneração da superintendente do Hospital Universitário professor Alberto Antunes (HUPAA), várias representações manifestaram apoio à Gestão da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). A portaria da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que exonerou a médica Maria de Fátima Siliansky, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), na última terça-feira (6), sem consulta prévia à Gestão da Ufal.

Com a decisão, a reitora Valéria Correia divulgou uma nota dirigida ao presidente da Diretoria Executiva da Ebserh pedindo a revogação da portaria. A Ufal quer urgência na resolução do impasse para não prejudicar os usuários do HU.

Os trabalhadores e gestores do Hospital e da Universidade, em reunião com a reitora, relataram o receio de uma rescisão de vínculos de emprego, que ficou acentuado após a tensão gerada com a exoneração de Siliansky. Eles discordam do modelo atual de funcionamento da Ebserh e temem uma intervenção cada vez mais evidente da empresa. 

Outras representações se manifestaram por meio de nota em defesa da autonomia universitária e do serviço público. Entre elas, a Associação Brasileira de Economia da Saúde (Abres), a Reitoria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Confira os anexos.