Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2017 / 5 / Ufal lança Fórum de Saúde Mental na próxima segunda-feira (29)
26/05/2017 14h34 - Atualizado em 29/05/2017 18h22

Ufal lança Fórum de Saúde Mental na próxima segunda-feira (29)

Espaço é destinado à discussão e formação sobre o tema na Universidade

Letícia Sant’Ana - estagiária de Jornalismo

Na próxima segunda-feira (29), no Auditório Nabuco Lopes, na Reitoria, acontecerá o lançamento do Fórum de Saúde Mental, um espaço para discussão e formação sobre o tema na Universidade Federal de Alagoas (Ufal). O evento começa às 9h e é aberto à comunidade universitária e à sociedade.

Para além da formação de grande parte dos profissionais que estão na rede de saúde, a Ufal tem sido catalisadora de práticas que fortalecem a saúde mental no Sistema Único de Saúde (SUS), e o Fórum pretende ser um aglutinador dessas tantas iniciativas e impulsionador de inovações.

A participação de todos é imprescindível na discussão dos conhecimentos acerca dos direitos e deveres no desenvolvimento de ações que garantam e enfatizem relações políticas e sociais nas questões em debate”, afirmou a reitora Valéria Correia.

Os Grupos de Trabalho (GT) encaminharão ações relativas às frentes de atuação definidas pelo Fórum. Em andamento estão as seguintes: participação da Ufal na rede de atenção psicossocial em Alagoas com leitos no Hospital Universitário (HU), instalação de Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) escola e definição de política de saúde mental na Universidade.

O espaço será coordenado por um grupo de articuladores vinculados às Unidades Acadêmicas e Pró-reitorias que tenham ações voltadas ao tema. Inicialmente participam a Escola de Enfermagem e Farmácia (Ensenfar), Instituto de Psicologia (IP), Faculdade de Medicina (Famed), Faculdade de Serviço Social (FSSO), Pró-reitoria de Gestão de Pessoas e do Trabalho (Progep), Pró-reitoria Estudantil (Proest), o HU, a Unidade de Palmeira dos Índios (Campus Arapiraca) e representação estudantil.

A iniciativa tem como objetivo defender a concepção ampliada de saúde mental numa perspectiva antimanicomial e de defesa de direitos humanos.