Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2017 / 4 / Reitora mantém esforços para reduzir impactos da crise
27/04/2017 17h06 - Atualizado em 02/05/2017 12h53

Reitora mantém esforços para reduzir impactos da crise

Em Brasília, Valéria Correia também participou de evento promovido pela Andifes e trouxe novidades para a Ufal

Gestores da Ufal em Brasília com o representante do Ministério do Esporte

Manuella Soares - jornalista

A reitora da Ufal, Valéria Correia, esteve em Brasília cumprindo agenda desde a última terça-feira (25). Ela se reuniu com o diretor do Departamento de Infraestrutura de Esporte, Antônio Leite dos Santos Filho, para entregar um ofício que pede a liberação de verba para aditivo na obra do Complexo Esportivo da Ufal.  

De acordo com o documento, o consórcio responsável pela obra judicializou o pedido de mais R$ 2,5 milhões necessários para concluir o projeto que está na fase final, com 84% pronto. “Ele [o diretor] disse que iria analisar o ofício mas, adiantou a dificuldade de atender, devido aos cortes orçamentários no Ministério do Esporte”, afirmou a reitora. Na última visita de Valéria à Brasília, os gestores conseguiram negociar o aporte de R$3 milhões para o Complexo no Campus A.C. Simões.

O empenho da Ufal para amenizar os impactos da redução no orçamento continuou em mais uma reunião no gabinete do deputado federal Arthur Lira. Ao lado do pró-reitor de Gestão Institucional, Flávio Domingos, a reitora reforçou ao assessor Luciano Lessa os pedidos para a compra do Acelerador Linear, quatro equipamentos para o Hospital Universitário e recursos para conclusão de um laboratório de pesquisa do Instituto de Química e Biotecnologia.  “É importante destacar o esforço da Gestão frente à crise, aos cortes orçamentários, em buscar alternativas junto aos ministérios e à bancada federal de Alagoas”, ressaltou.

Novidades

O senador Benedito de Lira recebeu os gestores da Ufal para reiterar que o Acelerador Linear já está garantido para contemplar o Plano de Expansão de Radioterapia no Sistema Único de Saúde, por meio do Ministério da Saúde, no Hospital Universitário da Ufal. Ele também adiantou que os outros equipamentos solicitados vão entrar em licitação e anunciou uma novidade para o HU: a construção de uma casa de acolhimento.

“Estamos desenvolvendo um projeto para  a construção de uma casa de acolhimento aos familiares dos pacientes do interior que vão fazer tratamentos no HU mas, não têm onde ficar. Vamos apresentar ao senador que se comprometeu em se empenhar nesse projeto”, enfatizou Correia.

Outra reunião proveitosa foi com o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Marco Fireman, junto com uma equipe de professores da Coréia do Sul e os secretários de Saúde e de Desenvolvimento Econômico de Alagoas. O tema foi a possibilidade da compra de kits de detecção do câncer de mama pelo sangue, em poucos segundos, com alta taxa de sucesso, mesmo na fase inicial. “O Ministério da Saúde está negociando a compra desses kits e a Ufal vai avaliar a possibilidade de participar por convênio para acolher os testes iniciais no HU e também pesquisas que podemos firmar junto aos coreanos em torno da medicina regenerativa com células tronco”, comemorou a reitora

Evento na Andifes

Na ida à Brasília, a reitora Valéria Correia também participou de um evento promovido pela Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) nos dias 26 e 27 de abril. O objetivo foi conhecer os dados que descrevem a educação superior para avaliar as políticas públicas aplicadas ao Censo Educacional, seus resultados e lacunas. No Seminário da Andifes também foram discutidas a expansão das universidades federais e a regulamentação do Código de Ciência, Tecnologia e Inovação.