Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2017 / 11 / Equipamentos doados pelo Project Hope incrementam curso de Enfermagem
01/11/2017 12h51 - Atualizado em 06/11/2017 08h24

Equipamentos doados pelo Project Hope incrementam curso de Enfermagem

Aquisições dinamizarão atividades de graduação, pós-graduação e de capacitação para a comunidade em geral

Demonstração de Exame de Mama no manequim. Fotos Renner Boldrino

Diana Monteiro - jornalista

A comunidade acadêmica do curso de Enfermagem da Universidade Federal de Alagoas comemora a aquisição de equipamentos que vão contribuir para um melhor aprendizado nas atividades das disciplinas Saúde da Mulher, Métodos e Processos de Intervenção (1 e 2) e Primeiros Socorros. Os equipamentos que foram adquiridos com recursos do denominado Project Hope vêm incrementar o Laboratório June Sessil Barreras, instalado na Escola de Enfermagem e Farmácia (Esenfar), no Campus A.C. Simões e darão um maior dinamismo às atividades desenvolvidas na graduação, pós-graduação, a lém das rotineiras capacitações realizadas com servidores do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA) e com a comunidade em geral

Os novos equipamentos adquiridos pelo curso de Enfermagem foram: um manequim feminino para auxiliar nas aulas da disciplina Saúde da Mulher; um braço de pulsão avançada; um braço destinado a procedimentos básicos; e um kit de diapasão para utilização em exames físicos neurológicos. “Após 40 anos de criação do curso é que o laboratório passa a dispor de um manequim feminino com toda estrutura para detalhadas aulas práticas”, frisou a professora Laís Miranda, uma das articuladoras para aquisição dos equipamentos junto com a técnica Fátima Brito, da mesma unidade acadêmica.

Em 1973 o Hope, que foi um navio de guerra doado para funcionar como navio-escola e transformado posteriormente em Museu nos Estados Unidos, atracou em Maceió para ações de saúde, permanecendo em terras alagoanas durante cinco anos. A enfermeira norte- americana June Sessil, então pertencente à equipe, participou ativamente do convênio firmado entre a Ufal e o Hope para ações diversas na área de saúde. Em 2007 ela esteve na Ufal para descerramento da placa no Laboratório que a homenageia.

A professora Laís Miranda reforça que a vinda e a permanência do Project Hope em nosso Estado, há mais de quadro décadas, impulsionaram a criação do curso de Enfermagem da Ufal que contou ativamente com a participação da norte-americana Bárbara Allen, também da equipe do navio-escola. “Na década de 80 ela se tornou professora efetiva do curso, onde se aposentou. Em fevereiro do ano que vem a professora Bárbara será convidada para a Roda de Conversa sobre História da Enfermagem Alagoana”, informou Laís que concluiu doutorado com foco na criação do curso de Enfermagem da Ufal.

A vinda do Hope para Maceió foi fruto de intercâmbio científico entre a Ufal, a então Secretaria de Saúde do Estado e a Universidade de Harward e possibilitou o desenvolvimento de programas de capacitação para profissionais do Hospital Universitário (HU). No projeto, estiveram envolvidos 400 profissionais da saúde do Nordeste, com 95% das vagas destinadas à população alagoana e coube aos profissionais estadunidenses o atendimento de casos especiais de saúde.

Navio-escola

Hope, que significa “oportunidade de saúde para os povos do mundo” e promovia ações de saúde em medicina, odontologia e enfermagem, das doze viagens que fez na década de 70 a última foi em Maceió. O Projeto foi criado em 1960, nos Estados Unidos, surgiu em meio à Guerra Fria e simbolizou a disputa pela hegemonia entre países socialistas e capitalistas.

Apesar de ser fruto de uma ideologia que buscava disseminar a superioridade estadunidense, o navio Hope capacitou profissionais da saúde de países carentes ao redor do mundo. Na América do Sul, ele também aportou no Peru, no Equador e na Colômbia.