Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2016 / 03 / Concluintes de Matemática partilham conquistas e desafios da EaD
09/03/2016 11h39 - Atualizado em 24/03/2016 08h16

Concluintes de Matemática partilham conquistas e desafios da EaD

Estudantes superaram as dificuldades ao longo da graduação e já conquistaram aprovações em concursos públicos

Jamison Lima (de camisa rosa) escolheu o curso de matemática a distância pela possibilidade de conciliar com a rotina de trabalho.

Thâmara Gonzaga - jornalista

Não há meio termo quando se fala em matemática: há os que são totalmente envolvidos pela área e os que não querem nem falar. No sistema educacional brasileiro, a matéria, junto às disciplinas de física e química, costuma apresentar os maiores índices de reprovação e desistência.

Se nas aulas presenciais os estudantes alegam grandes dificuldades, imagine cursar uma graduação em matemática a distância? “Com esforço e dedicação se consegue qualquer coisa. É desafiador, porém o sabor da vitória é inexplicável”, responde Valdenor Pereira, morador da cidade de Mata Grande, alto sertão alagoano, que se formou pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e já conquistou aprovação para o cargo de professor do município de Inhapi.

Ao explicar o porquê de ter escolhido o curso, ele disse que sempre gostou de lecionar e viu na graduação ofertada pela Ufal uma grande oportunidade de conseguir destaque profissional na região onde reside. “A modalidade EaD [Educação a Distância] foi muito oportuna, uma vez que, por trabalhar e na minha cidade não ter universidade, seria totalmente impossível ter uma formação superior”, argumentou. A flexibilidade de horários também foi um ponto ressaltado por Valdenor, além da independência e da autonomia. Ele reconhece que há dificuldades, sobretudo, na limitação em obter feedbacks rápidos e precisos diante dos problemas que surgem. No entanto, assegura que “a qualidade do curso oferecido e a oportunidade de ser Ufal é gratificante”.

Assim como ele, outros estudantes concluíram o curso de Matemática a distância da Ufal com êxito e foram aprovados em concursos públicos logo que terminaram a graduação. É o caso de Jucielma Souza, que já foi classificada em dois processos seletivos: para professora da cidade de Santana do Ipanema e para o banco Caixa Econômica Federal. Comparando as listas de dificuldades e vantagens no estudo a distância, para Jucielma, a segunda é bem maior. “Os cortes orçamentários obrigam a coordenação a reduzir o número de professores, tutores e até a suspender os encontros presenciais. Por outro lado, a flexibilidade de horários, a possibilidade de trabalhar, estudar e, principalmente, a não necessidade de se dirigir à Universidade diariamente trazem muitos benefícios. Em particular, o que mais gostei foi do desafio de estudar 'sozinha', sem o contato físico com os professores que, além de tudo, nos faz mais disciplinados, curiosos e nos dá mais autonomia”, destacou.

Sobre o fato de escolher se graduar em Matemática a distância, Jucielma relatou que era mesmo isso que queria. “Iniciei o curso no presencial no Campus Arapiraca da Ufal, mas acabei optando pela EaD por causa da distância do lugar onde morava. Pretendia trabalhar e estudar para concurso e essa modalidade de ensino se ajustava perfeitamente ao meu perfil”, contou. Em relação ao corpo docente, ela considerou que, em sua maior parte, é excelente. “Os professores e tutores que, de fato, compreendem o perfil do aluno e os objetivos da EaD são bastante comprometidos e atentos. Temos uma coordenação bastante ativa que ouve nossas reclamações e faz os ajustes necessários para melhor atender seu público”, disse.

Outro estudante satisfeito com o curso é Jamison Lima. Residente em Coité do Noia, ele contou que sempre gostou de cálculos, mas o interesse maior era pela disciplina de química. “No entanto, apareceu a oportunidade de cursar matemática pela Ufal e não larguei. Escolhi a modalidade a distância por conta da minha rotina, visto que trabalho a semana inteira, e a comodidade de estudar no final de semana se tornaria mais viável do que presencialmente”. Ele ainda não passou em um concurso da área, mas alertou que já está correndo atrás.

Saber que só teria aula uma vez por semana foi uma das grandes dificuldades enfrentadas pelo Jamison. Porém, ao decorrer do curso, isso passou a ser a grande vantagem. “Tínhamos o resto da semana para estudar e fazer os trabalhos. Os professores tiveram um comprometimento com todos os alunos, eles sempre estavam preocupados em nos atender, sanando nossas dúvidas. Aproveito para agradecer ao tutor Cláudio, do Campus Arapiraca, que sempre esteve ao nosso lado nos incentivando”, reconheceu.

Quando questionados sobre a realidade de se graduar em matemática a distância, Jamison é objetivo na resposta: “Acho mais puxado do que o presencial”. Valdenor concorda ao considerar que o fato de ser EaD se torna ainda mais difícil. “O aluno deve ter maior dedicação por não contar com a presença do professor diariamente. Esse fato exige que se estude mais para conseguir as aprovações”, justifica. Jucielma segue o mesmo raciocínio dos colegas, mas ressaltou que com dedicação tudo pode ser superado. “Quando temos uma equipe comprometida, as ferramentas necessárias e um aluno decidido e capaz de fazer bom uso destes, é certo que o processo ocorrerá da melhor forma possível. Historicamente, o medo da matemática foi impregnado na cabeça de todos nós (risos), mas ela está presente na nossa vida e não temos a menor condição de fugir dela”, justificou.

Para os que desejam estudar a distância, mas ainda têm dúvida, eles asseguram que, com empenho, é possível concluir a graduação com êxito. “É uma forma diferente de estudar, porém, para quem precisa trabalhar e só tem tempo no final de semana, é ótimo”, relatou Jamison. Para ajudar os indecisos, Jucielma recorreu à qualidade da graduação ofertada pela Ufal. “Somos um dos melhores cursos do país. Apesar do atual cenário econômico não ser tão favorável, com determinação e força de vontade, podemos sim ter uma formação de qualidade”, destacou.

Curso de matemática a distância da Ufal

Com conceito 5, obtido na última avaliação presencial realizada pelo Ministério da Educação (MEC), o curso de matemática a distância da Ufal está em funcionamento desde 2009, ano que marca o início dessa modalidade de ensino na Universidade. Atualmente, é ofertado nos polos de Maceió, Maragogi, São José da Laje, Matriz de Camaragibe, Palmeira dos Índios, Penedo, Arapiraca, Delmiro Gouveia e Santana do Ipanema.

Para o coordenador do curso, Isnaldo Isaac, entre os destaques da graduação estão o corpo docente, o grupo de tutores que, em sua maioria, são alunos de pós-graduação em Matemática ou Educação, além do material didático de alta qualidade que é utilizado, inclusive, por outras instituições de ensino superior do país.

Para possibilitar um melhor aproveitamento dos estudantes ao longo do curso, Isaac destacou que uma das alternativas foi a elaboração adequada do projeto pedagógico. “O documento foi pensado de modo a revisar conceitos básicos de matemática do ensino médio e sobre como possibilitar o uso adequado das ferramentas virtuais (moodle, geogebra, latex), pontos necessários para o desenvolvimento dos estudantes”, explicou.

O coordenador reconheceu o empenho dos alunos e ressaltou que, além de aprovações para cargos no serviço público, eles também têm conseguido vagas em cursos de pós-graduação, a exemplo do Mestrado Profissional em Matemática (Profmat) que é ofertado em rede nacional.