Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2015 / 11 / Matemática a distância da Ufal recebe nota 5 e fica entre os melhores do país
03/11/2015 12h27 - Atualizado em 03/11/2015 21h12

Matemática a distância da Ufal recebe nota 5 e fica entre os melhores do país

Curso de licenciatura foi avaliado pelo Inep e vai ajudar a elevar o conceito global dos presenciais da instituição nessa área

Luís Paulo Mercado, coordenador da Cied

Diana Monteiro - jornalista

O compromisso da Universidade Federal de Alagoas com a educação no Estado tem rendido muitas comemorações e avanços e beneficiado, principalmente, a sociedade. Desta vez, o destaque fica para o curso de licenciatura em Matemática, modalidade a distância, ofertado em todas as regiões de Alagoas. O curso, que recebeu o conceito 5 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e ficou posicionado entre os melhores do país, reforça o crescimento da área de graduação da instituição alagoana.

“São poucos os cursos de Matemática com conceito 5 e o obtido na modalidade a distância, além de ajudar a elevar o conceito global dos cursos presenciais de Matemática da Ufal, também faz galgar um importante degrau, ao obter o reconhecimento, considerada uma etapa crucial para que o aluno possa ter o diploma com validade nacional”, disse Luís Paulo Mercado, da Coordenadoria Institucional de Educação a Distância (Cied).

Ele adianta que para o conceito final definido pelo Inep, uma entidade pública vinculada ao MEC, são levados em consideração três indicadores: projeto pedagógico do curso (PPC); instalações e corpo social (docentes, técnicos e tutores) e para o reconhecimento, realização de entrevista com estudantes.

Sobre o processo de avaliação Luís Paulo reforça que especialistas na área fizeram visitas in loco aos polos e a sede do curso e analisaram toda a parte documental do curso e da Ufal. Também visitaram as instalações e laboratórios e comprovaram toda a documentação dos docentes e tutores participantes do curso.

O curso de licenciatura em Matemática a distância conta atualmente com 319 alunos distribuídos nos polos da Universidade Aberta do Brasil (UAB), da qual a Universidade Federal de Alagoas faz parte em Maceió, no Campus do Sertão e nos municípios: Maragogi, Matriz de Camaragibe, Olha D´Água das Flores, Palmeira dos Índios, Penedo, Santana do Ipanema e São José da Laje.

Como os demais cursos que funcionam pela UAB na instituição alagoana, além dos encontros presenciais para avaliações, como provas e apresentação de TCC, há ações exigidas pela legislação no ambiente virtual de aprendizagem Moodle, onde transcorrem as atividades a distância. O Moodle (Modular Object Oriented Distance Learning) é um sistema para gerenciamento de cursos; um programa para computador de código aberto, destinado a auxiliar educadores a criar comunidades on-line de aprendizagem.

Formação qualificada

Em funcionamento há 17 anos na Ufal, a Cied tem um papel fundamental na interiorização e democratização da educação superior em todo o Estado de Alagoas. Além disso, também colabora com outros estados na oferta de cursos e intercâmbio de ações de pesquisa e formação de recursos humanos.

Reforçando o compromisso da Ufal com a educação superior qualificada, o coordenador Luís Paulo Mercado afirma: “A EaD chegou a regiões e lugares que a Universidade ainda não tem campus e levou a marca da instituição a todo o Estado, oferecendo cursos diversificados, muito bem avaliados, como Matemática, Pedagogia, Física, Administração e Sistema de Informação, já com reconhecimento publicado pelo MEC”, destacou.

Luís Paulo Mercado diz que o impacto regional da EaD é muito bem avaliado pela Capes, cujo programa, pela sua história, iniciada antes mesmo da criação da Universidade Aberta do Brasil, credencia a Ufal como referência no país. “Além disso, os docentes e técnicos pesquisadores integrantes do programa têm respeitabilidade na área até internacionalmente”, enfatizou.

Funcionamento

Para o dinamismo do programa, a Cied dispõe de coordenações com dez servidores efetivos, docentes bolsistas e terceirizados, responsáveis pelo gerenciamento institucional da educação a distância na Ufal, como política de interiorização e democratização do acesso ao ensino superior em Alagoas. A seleção da equipe se dá pelo critério da competência e domínio dos desenhos pedagógicos exigidos pela modalidade. Cada curso ofertado é criado e gerenciado na respectiva unidade acadêmica, com seu corpo docente e de tutores selecionados pela Cied em processo público.

Os cursos na modalidade a distância são ofertados anualmente, mediante aprovação de editais da Capes, para a realização do processo seletivo com vagas destinadas aos polos que tiverem disponibilidade no ano de oferta. Luís Paulo Mercado informou que para 2015 a Ufal teve ofertas aprovadas, mas não houve liberação de recursos pela Capes, mas estão sendo aguardadas definições pela Cied para o ano de 2016.