Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2012 / 04 / Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática apresenta pesquisas

Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática apresenta pesquisas

Os mestrandos da primeira turma defenderam as dissertações este mês
26 de Abril de 2012
Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática apresenta pesquisas

Hilda Helena discursa antes das primeiras defesas do mestrado

O Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, iniciado em março de 2010, formou a primeira turma neste mês de abril. O objetivo principal é capacitar melhor os professores das redes públicas de ensino das disciplinas da educação básica. Como primeiros resultados, foram defendidas quatro dissertações, consideradas um marco para o mestrado profissional, e o momento contou com a presença da Abigail Fregni Lins, doutora da Universidade Estadual da Paraíba, que veio a Maceió participar das bancas julgadoras dos trabalhos.

Os pioneiros foram os mestrandos Vívia Dayana Gomes dos Santos, orientada pelo professor Amauri da Silva Barros, doutor do Instituto de Matemática (IM); Vanessa da Silva Alves e Wellington Rodrigues de Araújo, orientados pelo Ediel Azevedo Guerra, também doutor do IM; e a mestranda Rosemeire Roberta de Lima, orientada pela professora Mercedes Carvalho, doutora de Centro de Educação.

De acordo com Hilda Helena Sovierzoski, os alunos finalizaram o mestrado dentro prazo. “Foi excelente o prazo de conclusão. Mesmo durante as atividades do curso, eles continuaram atuando no ensino básico do Estado de Alagoas, ou em suas atividades profissionais na Ufal, com pouca ou nenhuma redução de carga horária e sem direito a bolsa de estudo por agência de fomento nacional ou local”, ressaltou a coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática.

Além de reconhecer o esforço dos quatro mestrandos, a coordenadora destacou a importância do mestrado para a qualidade da educação pública em Alagoas, nas séries iniciais, que são muito importantes para a formação da base científica dos alunos. “O produto educacional gerado foi uma condição estabelecida para os mestrados profissionais, assim como também na submissão de artigo científico em revistas especializadas da área de Ensino de Ciências e Matemática”, informou.

Os temas das dissertações apresentadas pelos mestrandos são: "Campo Multiplicativo: estratégias de Resolução de Problemas de divisão dos alunos do 4º ano do Ensino Fundamental em escolas públicas de Maceió", de Rosemeire Roberta de Lima; "A construção do conceito de número racional no sexto ano do Ensino Fundamental", de Vanessa da Silva Alves; "Esboço de gráficos nos ambientes ‘Papel e Lápis’ e ‘GeoGebra’: funções afins e funções quadráticas", de Vívia Dayana Gomes dos Santos; e "O Ensino do conceito de área no sexto ano do Ensino Fundamental: uma proposta didática fundamentada na teoria de Van Hiele", de Wellington Rodrigues de Araújo. Todos estes temas são referentes ao Ensino de Matemática na educação básica do Ensino Fundamental.

Nova turma foi iniciada

No final de março último, o programa iniciou uma nova turma de mestrado, com o mesmo propósito de qualificar o ensino de ciências e matemática. Os coordenadores da pós-graduação, voltada para os profissionais da educação, justificam a necessidade do programa em virtude do baixo índice de desenvolvimento humano do Estado de Alagoas e da necessidade de potencializar as áreas de ensino e pesquisa para estimular o desenvolvimento social. “Os institutos de Ciências da Ufal não formaram um número suficiente de licenciados para atender à demanda sequer do ensino da cidade de Maceió e o déficit constitui um problema grave consensualmente reconhecido”, destacaram os organizadores do mestrado.

A proposta é capacitar docentes para um ensino que inclua as conquistas cognitivas das últimas décadas, um uso adequado das múltiplas mídias então disponíveis, uma compreensão das teorias da aprendizagem e uma conscientização histórica, filosófica e conceitual para que os professores compreendam as complexidades do ensino-aprendizagem na atualidade. “Com a expansão da Ufal para outras cidades, como Arapiraca, Penedo, Delmiro Gouveia e Santana de Ipanema, a necessidade de atuar no ensino de ciências e matemática passou a ser uma necessidade ainda mais urgente. Precisamos formar bons professores para atender a essa demanda e investir na qualidade da educação em Alagoas”, concluiu Hilda Helena.

Esse programa de pós-graduação em Matemática é resultado da interação entre seis unidades acadêmicas da Universidade Federal de Alagoas: Centro de Educação, institutos de Ciências Biológicas, de Física, de Matemática e Química, além do Campus Arapiraca e da parceria com Instituto Federal de Alagoas (Ifal).

Imagens
Mestrandos e professores comemoram a conclusão da primeira turma
Mestrandos que defenderam as primeiras teses do mestrado profissional
Topo