Você está aqui: Página Inicial / O Estudante / Diário do fera / 2015 / 4 / Um campus para encontros e desencontros
15/04/2015 16h38 - Atualizado em 16/04/2015 13h53

Um campus para encontros e desencontros

Hoje conhecemos a quarta e última caloura desse ciclo do Diário do Fera. Marcela Ayana é uma estudante de Relações Públicas, graduação que combina muito bem com a atividade que ela vem aprimorando nesse primeiro mês: o relacionamento interpessoal. Nos últimos dias, ela vem puxando conversas com colegas de curso; de outras graduações; funcionários da universidade; ou mesmo desconhecidos da comunidade, que se tiverem alguma oportunidade, entrarão em breve para a lista de contatos dela.

Ingressar na Ufal foi, acima de tudo, reencontrar amigos. Diferente da maioria dos meus colegas de classe, meu ensino médio havia terminado um ano antes e a maior parte dos meus amigos já estava cursando algo por lá. Eu pude me dar ao luxo de ter sempre alguém para me levar aos lugares não desbravados da universidade e dezenas de amigos para reencontrar. Aliás, está aí algo que ouvi falar e estou comprovando que é verdade: apesar de estudarem na mesma universidade que você, vai ser dificílimo encontrar seus velhos amigos, especialmente se eles estudarem do outro lado do campus.

Mas nem tudo é solidão! Se por um lado há dificuldade em reencontrar os antigos, conhecer gente nova devia fazer parte da grade curricular, de tão cotidiano que é. Não sei se é coisa de calouro, mas quase todo dia eu acabo conhecendo alguém novo, de qualquer curso, de qualquer período, professor, funcionário, aluno, gente que nem estuda mais ali... não importa onde você vá, se estiver aberto, a maioria das pessoas vai te receber com um sorriso ou uma conversa interessante, muitas vezes os dois.

Logo na primeira semana, pude conhecer gente de todos os períodos do meu curso e descobrir um monte de coisas que demoraria semestres para entender, se eles não estivessem tão dispostos a explicar.

Diferente da maioria dos cursos, os calouros de Comunicação não têm a primeira semana de aula, na verdade temos a Secom [Semana dos Estudantes de Comunicação], que é uma semana inteira de palestras, debates e oficinas, com festinha na sexta, claro! Na segunda-feira fiquei tão animada com a programação que quando fui pegar ônibus, já eram quase nove da noite!

Estava a caminho do ponto com outras calouras, quando vi o meu passando. Mal me despedi das companhias e saí em disparada para pegar o tal. Subi, passei a catraca e aliviada, sentei em um dos bancos para alguns minutos depois perceber que o percurso era oposto ao lugar que eu morava! Gente, quase pirei! Por que ninguém me falou nada sobre as placas vermelhas e azuis no primeiro dia? Ouvi essa dica o resto da semana, mas já era tarde, essa eu tive que aprender por conta mesmo.

Então, fica a dica, parte baixa da cidade (pelo menos abaixo da Ufal) é só plaquinha azul! Espero que no meu próximo post eu possa trazer mais dicas (de preferência úteis, haha!) e experiências incríveis para contar por aqui. Até logo! (: