Você está aqui: Página Inicial / Informes / Alunos do curso de Administração realizam pesquisa etnográfica em empresa de tratamento de água, em Arapiraca
01/11/2017 15h06

Alunos do curso de Administração realizam pesquisa etnográfica em empresa de tratamento de água, em Arapiraca

A empresa é responsável pela adução e tratamento de água de 10 municípios do agreste alagoano

 

Os alunos do quarto período do curso de Administração de Empresas da Universidade Federal de Alagoas(UFAL), campus Arapiraca, realizaram, através da disciplina de Antropologia Organizacional, mediada pelo Prof. Dr. Fabiano Santana, uma pesquisa etnográfica na empresa Agreste Saneamento, responsável pela adução e tratamento de água de 10 municípios do agreste alagoano, sendo esta a primeira Parceria Público Privada (PPP) do agreste e a única empresa do Nordeste a possuir uma Estação de Tratamento de Água (ETA) automatizada, localizada em frente ao campus

 

A empresa recebeu os graduandos de portas abertas, que puderam conhecer em cinco dias a dinâmica da equipe administrativa da organização para observar as características principais que desencadeavam na motivação diária dos colaboradores da companhia. Em seu encerramento, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer um dos projetos socioambientais da organização, conhecido como “Portas Abertas”, que tem por objetivo contemplar toda a comunidade alagoana promovendo visitas técnicas à ETA Arapiraca para que a comunidade possa compreender como são os processos de adução e tratamento da água.

Ao final da visita, a empresa contatou a TV local para fazer uma reportagem sobre a inciativa da Universidade em mitigar os alunos a realizarem pesquisas laborais lidando diretamente com o objetivo final do seu curso, as organizações. “Essa pesquisa etnográfica e também todas as outras pesquisas e projetos de extensão da UFAL nos dão a oportunidade de ver a teoria sendo posta em prática e isso ajuda em nossa bagagem profissional, porque traz o diferencial para o administrador”, relata um dos graduandos ao ser questionado quanto a pesquisa realizada. Para o Prof. Fabiano Santana, "atividades extra-classe são excelentes oportunidades de criar uma interação entre o mundo acadêmico, cercado de teorias e barreiras, com o ambiente profissional, futuro local de atuação prática desses alunos".